Natal sem Fome surpreende até organizadores


Famílias necessitadas estão recebendo esta semana as cestas com doações da campanha Natal Sem Fome, que surpreendeu ao superar as expectativas. Mesmo já com distribuição dos kits para os 160 comitês fluminenses, os donativos não param de chegar em todas as 20 centrais de arrecadação espalhadas pelo Brasil.

Eram esperadas 500 toneladas em todo o país, mas pode superar 750. Aqui no Rio a previsão era de 100 toneladas e a arrecadação já está na marca de 120. No estado são 12 mil famílias beneficiadas, num total de 60 mil pessoas e, somando todo o Brasil, a estimativa é de 250 mil.

Leite da Appai faz a diferença

As cestas básicas contêm dez quilos de arroz, feijão, fubá, óleo, açúcar e macarrão. A esses ingredientes foram acrescentadas, aqui no Rio, 3.125 latas de leite doadas pelos associados da Appai em ações realizadas nas últimas corridas e no 31º Grande Baile, agradece Daniel Souza, presidente e filho de Betinho, fundador da Ação da Cidadania.

“A Appai é parceira da Ação da Cidadania não somente na Campanha de Natal, mas o ano inteiro. Foi ela que doou as cestas básicas completas que repassamos aos servidores públicos do estado do Rio em outubro. Como a situação deles infelizmente não mudou até agora, vamos destinar ao Muspe (Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais) parte das doações acima da nossa expectativa, além das que continuam a chegar para eles, assim como para refugiados que estão pedindo socorro ao Brasil”, ressalta Daniel Souza.

 

 

Appai: parceira fiel da Ação da Cidadania

Nas últimas ações junto com o Centro da Cidadania, a associação doou 500 cestas básicas para os funcionários do Estado num total de 16 toneladas de alimentos. Já no início da Campanha de Natal, em novembro, o mesão da Appai chamou a atenção tanto pela quantidade como pela qualidade dos alimentos, levando aos necessitados um café da manhã saudável.

“A Appai é sempre a primeira a responder aos nossos apelos. Muito obrigado a todos da diretoria, funcionários da entidade e aos seus associados”, agradece Daniel Souza.

 

 

 


Por Luiz André Ferreira | Jornalista, Professor, mestre em Projetos Socioambientais e mestre em Bens Culturais

 


Deixar comentário

Seu email não será publicado