Você tem mais um bom motivo para assistir a essa peça!


 

Vai dizer que nunca sentiu aquela vontade de debater uma peça assim que ela acabou? Pensando nisso, o Benefício Bom Espetáculo vem com essa novidade para o associado no mês de maio! Quem é professor de literatura ou história vai adorar saber disso!

Seguem cenas dos próximos capítulos!

O associado que se inscrever para o espetáculo “Traga-me a cabeça de Lima Barreto” vai ter a oportunidade de bater um papo no final da sessão com o ator e protagonista Hilton Cobra. Imagina você, professor, poder interagir e mostrar todo o seu conhecimento sobre esse grande personagem da literatura brasileira? A nossa ideia é não apenas oferecer cultura, lazer e diversão, mas também incentivar que você leve essa experiência para seus alunos. Lembramos que o debate é aberto ao público em geral, e toda presença é superbem-vinda!

Um espetáculo de grande sucesso e encenado na última Flip

“Traga-me a cabeça de Lima Barreto” foi encenada em 2017, na Flip (Festa Literária Internacional de Paraty), ano em que o escritor foi homenageado. O espetáculo mostra todas as faces da personalidade e genialidade de Lima Barreto. Considerada “uma voz negra que nasceu na literatura”, a peça ganhou elogios do público e da crítica especializada, além de ter sido contemplada com o 4ª Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-Brasileiras.

 

SERVIÇO

Espetáculo: Traga-me a cabeça de Lima Barreto

Dia 05/05

Local: Teatro Gláucio Gil – Praça Cardeal Arcoverde, s/nº – Copacabana, Rio de Janeiro – RJ

Telefone: (21) 2332-7904

Sinopse:

Inspirada na obra de Lima Barreto, especialmente em Diário Íntimo e Cemitério dos Vivos, reúne trechos de memórias impressas, entrecruzadas com livre imaginação.

O texto fictício tem início logo após a morte de Lima Barreto, quando eugenistas exigem a exumação do seu cadáver para uma autópsia a fim de esclarecer “como um cérebro inferior poderia ter produzido tantas obras literárias – romances, crônicas, contos, ensaios e outros alfarrábios – se o privilégio da arte nobre e da boa escrita era das raças superiores”.

A partir desse embate, a peça mostra as várias facetas da personalidade e da genialidade de Lima Barreto, sua vida, família, a loucura, o alcoolismo, sua convivência com a pobreza, sua obra não reconhecida, racismo, suas lembranças e tristezas.


 


Deixar comentário

Seu email não será publicado