Uma viagem na história


Projeto une arte e biologia e faz com que alunos descubram mais sobre o surgimento e evolução da vida no planeta

A vida na Terra surgiu há bilhões de anos e, desde então, restos de animais e vegetais ou indícios da sua presença ficaram preservados nas rochas. Estes sinais são denominados fósseis e constituem o objeto de estudo da Paleontologia. Sabendo de sua importância, a professora de Biologia e doutora em Geologia Sarah Gonçalves Duarte criou o projeto Uma viagem na história da vida com arte e biologia, que foi desenvolvido com os alunos do Colégio Estadual Professora Diuma Madeira Salles de Souza, localizado em Parque Anchieta, Zona Norte do Rio.

A docente conta que sempre teve vontade de realizar uma atividade em que pudesse relacionar o conteúdo ensinado em suas turmas do Ensino Médio com o que aprendeu durante o seu mestrado e doutorado. “Até que um dia, enquanto ensinava os conteúdos do currículo mínimo que abordavam teorias sobre a origem da vida e sobre evolução, pensei: a paleontologia é uma das principais evidências de que a evolução dos seres vivos aconteceu. Seria ótimo mostrar fósseis e falar sobre ela”, lembra Sarah.

No dia seguinte, ela estava conversando com a sua tia Marina Barbosa Gonçalves, que, além de cursar graduação em licenciatura de artes, é professora do Ensino Fundamental e trabalha com alunos especiais na prefeitura de Itaguaí. “Sugeri que nós duas fizéssemos réplicas de organismos pré-históricos com os alunos em uma sequência evolutiva no tempo geológico. Ela adorou a ideia e aceitou o convite”, conta Sarah.

Conforme a atividade foi amadurecendo, a educadora lembrou também de um amigo que conheceu na Índia enquanto fazia doutorado, o cientista paleontólogo Dr. Shuhai Xiao, professor de Geobiologia do Departamento de Geociências da Virginia Tech. “Ele é o maior especialista no estudo de duas faunas importantíssimas para a Paleontologia, a Fauna de Ediacara e a presente no Folhelho Burgess, que são registros de fósseis de organismos extintos e de morfologias estranhas, que viveram há mais de 500 milhões de anos atrás, encontradas pela primeira vez na Austrália e no Canadá respectivamente. Daí a ideia de produzir com os alunos réplicas desses organismos já extintos e praticamente desconhecidos”, explica.

De acordo com a professora, a estratégia de usar pinturas, esculturas e réplicas de fósseis para ensinar os conteúdos de evolução do universo e da vida se justifica por ter o objetivo de dar importância à disciplina de artes. “Com este projeto, fica demonstrado que é possível criar um meio de promover a interdisciplinaridade entre biologia e artes para que o aprendizado dos conteúdos aconteça de forma prazerosa e lúdica, podendo inclusive estimular a cooperação entre professores de diferentes áreas do saber. As atividades interdisciplinares em sala de aula estimulam o trabalho em grupo, que é algo extremamente importante de se implantar na escola para uma melhor inserção de jovens no mercado de trabalho e no mundo moderno.”, garante.

O surgimento do universo e a evolução da vida na Terra estiveram entre os temas trabalhados, que também foram contextualizados com os conteúdos do primeiro bimestre propostos pelo currículo mínimo, disponibilizado pela Secretaria Estadual de Educação (Seeduc-RJ) para o primeiro ano do Ensino Médio. Posteriormente, foram planejadas oficinas para que os alunos pudessem expressar em suas obras os conhecimentos adquiridos com as aulas teóricas.

Além disso, foram construídas esculturas e réplicas em uma sequência de surgimento no tempo geológico para que o estudante compreendesse a evolução a partir dos mais simples para os mais complexos. Após o aprendizado das técnicas, foram marcadas três oficinas, que ocorreram durante as aulas de biologia com os alunos.

Depois das pinturas e esculturas finalizadas, foi solicitado à direção e à coordenação um espaço na unidade escolar para a exposição de tudo o que foi produzido pelos alunos e de outros materiais da coleção pessoal da professora, incluindo doações obtidas de universidades e instituições científicas (minerais, rochas, fósseis etc.).

A exposição foi montada e os alunos ensaiados para a apresentação. Cada grupo falou de uma era do tempo geológico, desde o surgimento do universo e do planeta Terra até o aparecimento dos seres vivos, abordando os organismos que existiram em cada era. “Os alunos aprenderam os conteúdos e perceberam a sequência da evolução da vida e o que aconteceu no decorrer de milhões de anos”, afirma Sarah.

A professora de Língua Portuguesa Adriana Zanella relata que as atividades desenvolvidas no projeto contribuíram para a elevação da qualidade do ensino interdisciplinar. “Os resultados obtidos foram notados e contagiaram todo o colégio no interesse pelo assunto e a consequente visitação à exposição por toda a escola. De fato, foi uma contribuição muito valiosa o trabalho que desenvolveu com a turma 1.007 para a unidade escolar. A participação dos alunos e seu interesse mostraram isso. Meu muitíssimo obrigada por mais esse aprendizado. Que aconteçam outros!”, finaliza.


Colégio Estadual Professora Diuma Madeira Salles de Souza
CEP: 21635-140
Tel.: (21) 2333-6225
Fotos cedidas pela professora

But it is a solid solution. The next suggestion is the Cisco Press CCNA study guide. This is a more expensive solution and is written in technical terms and probably does not explain some of the concepts as clearly as the Sybex Guide.
210-260 vce
If you want to pass your ICND1, ICND2 or CCNA exam on the first try, it is essential you have a sound, effective study plan that is proven and other Cisco CCNA students have followed to successfully pass their 200-120, 101-101, or 200-101 tests.
200-125
In its place of obligating the error of evading the repetition exams, the applicants must practice carefully via practice tests. For example, statistics display; several a scholar who fails the CCNA Routing and Switching 200-125 Cisco Certified Network Associate, they have no need to fail in the exam after getting prepared with the annoying approaches.
200-125 vce
Many people ask us what study guide we recommend. I will give you a few suggestions. For a low cost solution, you can go with the basic Sybex CCNA study guide.
210-260 pdf
Bryant Advantage. The Bryant Advantage probably has the most comprehensive study package that is well written using lots of analogies so it can be understood easily by new CCNA students as well as seasoned Cisco professionals. It is on par with the Cisco Press as far as price and another nice benefit is he also has a lab workbook too. We also sell the Bryant Advantage CCNA Lab Hardware Topology to compliment his lab workbook so you can follow through all the labs step by step.
210-260 iins
It is actually suggesting that the applicants preparing for CCNA Routing and Switching 200-125 Cisco Certified Network Associate, use both the preparation approaches. This will help all applicants to earn the assistances of both the approaches.
cisco
For example, the pdf questions, debate each topic at a distance, the applicants study them dull and annoying. Similarly, the applicants provide favorite to exercise test. A practice test is communicating and stimulating as associated to pdf material.
300-115
When you purchase a lab kit form us you will get a lab workbook to help guide you through your labs. But the lab workbook does assume that you have some basic knowledge about Cisco routers and switches.
300-115 dumps
Most CCNA study guides are about 800 pages so there are lots of concepts and nuisances that are covered and we highly recommend you purchase a CCNA study guide to assist you in your self study efforts.
200-125 dumps
Just focus on over study material for the preparation of CCNA Routing and Switching 200-125 Cisco Certified Network Associate.
300-115 pdf
We are providing the helping material in two ways which are • PDF • Practice Test Software PDF Exam – the first technique expected of applicants to prepare for CCNA Routing and Switching 200-125 Cisco Certified Network Associate, are hand notes that consist of full, comprehensive information about every CCNA Routing and Switching 200-125 Cisco Certified Network Associate area.
http://www.passexamway.com/
It is written in layman’s terms for very green students and it the cheapest solution. However I have found that it does not go as in-depth to some topics as I might like.
200-125 exam
We want to be very clear, just having routers, switches and a lab workbook is not enough to pass your Cisco exam.
300-115 switch
Here at CertificaitonKits, we have on-staff seasoned CCNA, CCNP, and CCIE instructors. These instructors have helped develop Cisco training curriculum, delivered boot camps and have authored various books you will find in Barnes & Nobel or Borders.
210-260
In preparation of our CCNA exam, we want to make sure we cover the various concepts that we could see on our Cisco CCNA exam. So to assist you, below we will discuss preparing for the CCNA exam.


Deixar comentário

Seu email não será publicado