Transformando informação em conhecimento | Escola elabora práticas lúdicas para facilitar aprendizagem dos alunos


Do simples ao elaborado, as atividades práticas têm feito a diferença durante aprendizagem dos alunos dos ensinos Fundamental e Médio da Rede Salesiano de Escolas (RSE). Atividades como chama colorida, foguete de garrafa reciclada, ampliação de células e plantação de alpiste têm aguçado a curiosidade dos alunos que fazem as disciplinas de Química, Física e Biologia. Com uma metodologia diferenciada, as aulas têm estimulado um melhor desempenho, elevando a qualidade do ensino no Colégio Salesiano Região Oceânica (CSRO), em Niterói.

Na 1ª série do Ensino Médio, uma das atividades que fez sucesso entre os estudantes é conhecida como “Varinha do Harry Potter”, realizada pelo professor Gustavo Campos. O experimento, que faz parte do conteúdo de óxido e outros componentes químicos, ganhou o divertido nome por gerar uma combustão de chama colorida pela teoria de Bohr. A prova do sucesso da atividade foi o prêmio “Professor do Ensino Médio” que o educador salesiano recebeu do Sindicato das Escolas Particulares no Estado do Rio de Janeiro (Sinepe/RJ), em 2013, com a apresentação do projeto.

Outro experimento, batizado de “Foguete”, ministrado pelos educadores Daniel Fevereiro e Ramon Estevão, incentivou os alunos a trabalhar com projéteis fabricados com garrafa pet, fita isolante, papelão e fios, que posteriormente foram lançados tendo como combustíveis vinagre, bicarbonato de sódio e ar comprimido. O momento, de muita animação e estudo, aconteceu durante a aula de processos químicos e físicos, também da 1ª série do Ensino Médio.

Já os estudantes da 3ª série foram contemplados com a Biologia Celular, através do professor Leandro Cesar. Na aula, os alunos tiveram a oportunidade de analisar lâminas com células da mucosa oral e do catafilo da cebola, com o auxílio de microscópio ótico para compará-las. As amostras foram observadas com lente objetiva seca e com uma objetiva de imersão. Com a ação, os jovens conseguiram identificar as principais partes físicas do microscópio ótico e do eletrônico, além de aprenderem a calcular o tamanho de ampliação da amostra (de 40x a 400x).

Segundo o aluno Gabriel Macedo, as aulas ministradas por Leandro são aguardadas com entusiasmo, pois são espetaculares. “Eu, particularmente, adoro Biologia, e com a atividade prática fica mais fácil assimilar o conteúdo teórico”, afirma o estudante. Gabriel pensa até mesmo em seguir seus estudos na área de pesquisa em genoma humano. Segundo Leandro, os professores buscam sempre contextualizar as fórmulas e teorias através de exemplos que estão na rotina dos jovens, o que desperta o interesse na atividade.

Já os alunos do 7º ano do Ensino Fundamental realizaram uma dinâmica que ressaltou a importância das matas ciliares e o valor da preservação ambiental. No experimento, ministrado pelos professores Onofre Saback e Mirian Monteiro, os estudantes montaram uma maquete para representar um rio. Em uma das margens, plantaram sementes de alpiste e na outra não plantaram nada. Ao longo de duas semanas as turmas voltaram diversas vezes ao laboratório para acompanhar a evolução da atividade e conheceram um pouco dos processos que ocorrem com as margens dos rios que perderam sua vegetação, como a erosão e o assoreamento.

De acordo com Sergio Baruffi, diretor executivo do CSRO, a aprendizagem só é significativa para o aluno quando o inspira a buscar novos horizontes, quando aguça sua curiosidade, o olhar crítico e quando desperta o prazer de aprender. Sendo assim, o Salesiano oferece aulas práticas no laboratório, pesquisas de campo, web-aulas com interação em tempo real, material didático digital com links para vídeos, fóruns de discussão e jogos educativos, feira de ciência e tecnologia, onde os alunos apresentam seus projetos e invenções escolares. “Poder participar dos experimentos transforma informação em conhecimento. Independente da disciplina, as aulas lúdicas e interativas possibilitam ao aluno vivenciar o conteúdo lecionado, refletir sobre o assunto, criar conexões e significado. Isso é educação transformadora”, ratifica o diretor do Colégio.


Colégio Salesiano Região Oceânica
Rua Doutor Cornélio de Mello Júnior, 117 – Piratininga – Niterói/RJ
CEP: 24350-280
Tel.: (21) 3578-9050
Site: http://www.salesianoniteroi.com.br/RO/
Direção: Sergio Baruffi

Fotos cedidas pela escola


Deixar comentário

Seu email não será publicado