Pura expressão


Iniciativa favorece a autonomia, a troca de experiências e de ideias através do trabalho colaborativo

A arte é uma forma de criar imagens, sons, gestos e movimentos. Por meio da música, da pintura, da escultura, dos espetáculos de dança e de teatro, entre as tantas linguagens que existem na arte, é possível aprender sempre. Sabendo disso, a Escola Municipal Barão do Amparo, localizada na Zona Norte do Rio de Janeiro, criou o projeto Canto, Contos e Encantos. O intuito da ação é oferecer atividades que favoreçam a autonomia, a criatividade, o trabalho cooperativo e a troca de experiências e de ideias.

A professora responsável pela sala de leitura, Márcia Brum, ressalta que a arte faz com que o ser humano possa conhecer um pouco da sua história, dos processos criativos de cada uma das linguagens artísticas e o significado de novas formas de utilizá-las, sempre se aprimorando no decorrer dos anos. Por isso, a importância de envolver toda a comunidade escolar, em especial os educandos, através de situações que favoreçam a construção e ampliação do conhecimento e oralidade de maneira prazerosa e interativa. Integrando as atividades da sala de aula ao projeto pedagógico da escola.

Através das artes, os alunos da Educação Infantil, classe especial e do 1º ao 5º ano trabalharam a interdisciplinaridade. “O objetivo é mostrar a importância para o desenvolvimento cognitivo dos estudantes. A expressão artística permite aprender o universo visível que o rodeia, seja ele na sua essência natural ou criado pelo homem”, explica Márcia.

Durante a culminância, a escola recebeu a visita do ator, cantor e compositor Sérgio Loroza. “Ele foi escolhido para receber homenagem por ser um artista completo, que se comunica brilhantemente através de todas as suas aptidões artísticas. O ator é exemplo de perseverança, um orgulho por ser fruto de Escola Pública, uma pessoa que progrediu com o seu estudo, esforço e seu notável talento para a arte. Um ótimo exemplo de que vale a pena estudar e acreditar em nossos sonhos e aptidões artísticas, seja na dança, literatura, música, pintura ou teatro. A escola é um espaço propício para que habilidades sejam descobertas, incentivadas e desenvolvidas”, afirma a educadora.

Os estudantes fizeram diversas homenagens para o ator, entre elas apresentações musicais e caricaturas. “Fiquei muito feliz porque nunca tinha feito um desenho para um ator famoso. Estou muito orgulhosa!”, relata Nicole Souza Gomes, da turma 1.502, autora da caricatura.

No final do dia cheio de surpresas e atividades, o artista cantou duas músicas, acompanhado pelo aluno percussionista Árthur Rodrigues, da turma 1.502. “Achei muito legal tocar com o Sérgio Loroza. Foi um momento muito importante na minha vida. Foi a primeira vez que vi um artista na minha frente. Ele é muito engraçado e brincalhão. Tirei foto com ele e isso vai ficar guardado para o resto da minha vida”, lembra o estudante.

A coordenadora pedagógica Carmem Rita Barbosa enaltece a importância do projeto para os alunos. “Percorremos o caminho das artes, com a perspectiva de afetarmos positivamente  nossos educandos de forma prazerosa, proporcionando uma aprendizagem diversificada e lúdica. Foi muito especial! O artista – de forma muito descontraída – falou de sua trajetória de sucesso, da importância do estudo na vida do cidadão, como as diversas profissões têm o seu valor, contribuindo para o bem comum da sociedade”, finaliza.


Por Jéssica Almeida
Escola Municipal Barão do Amparo
Rua Ana Teles, 30 – Campinho – Rio de Janeiro/RJ
CEP: 21341-460
Tels.: (21) 3018-2319 / 3018-2463
Direção: Eloisa Silva e Sheila Rabello
Fotos cedidas pela escola

Deixar comentário

Seu email não será publicado