Picnic das Palavras


Diz a lenda que todo mundo sai de lá com o coração limpinho e sereno

“O céu estava azul, o sol brilhava e até queimava os rostinhos que, convidados a ler, concentraram seus olhos em cada página. Às vezes, dispersavam-se. Olhavam a paisagem, as pessoas, o mundo que continuava girando, enquanto eles existiam dentro das histórias e das palavras feitas brincadeiras. Aqui, todo mundo é levado a sonhar: com amor, ternura, coragem”. É assim que Mariane Sousa Pinto, voluntária e estudante de Pedagogia, resume o projeto Picnic de Palavras, que tem como objetivo promover a leitura em um espaço agradável, democrático e acessível para as crianças e seus responsáveis.

Coordenado e idealizado aqui no Brasil por Mariane e Mariana Elena Pinheiro dos Santos de Souza, elas explicam que se trata de um projeto de leitura, de cunho voluntário, que surgiu na Colômbia e que é realizado em vários lugares do mundo, como México, Argentina e Itália. No Brasil, começou a ser realizado em janeiro de 2016, próximo à entrada principal da Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro. Geralmente, a iniciativa acontece de 15 em 15 dias, sempre aos domingos e em horários alternados, e conta com cerca de 10 voluntários, de diferentes áreas do conhecimento, e motivados por uma paixão: a leitura.

Além de sensibilizar as famílias das crianças participantes sobre os benefícios da leitura, a atividade tem como objetivo mostrar que a prática da leitura é construída como um hábito e pode ser realizada em todos os espaços, mobilizando as crianças na aquisição desse salutar costume. Esse momento também serve para promover encontros e reencontros entre os adultos, os pequenos e as histórias de diversos livros.

O momento da contação de histórias envolve voluntários das mais diversas áreas do conhecimento e aborda disciplinas como Português e Literatura. A mediação individual de leitura é feita por parte dos voluntários e a realização das atividades lúdicas está relacionada à história lida em grupo. De acordo com as idealizadoras, a cada Picnic de Palavras se busca mostrar às crianças e aos seus responsáveis os benefícios da leitura e o quanto tal prática deve ser valorizada.

Para Luciana Meira Ferreira Pinto, voluntária e estudante de Pedagogia, um domingo de atividade é muito mais alegre e leve. “Seja através das parcerias, onde nos tornamos mais fortes, ou através dos sorrisos ganhos, onde nos tornarmos mais felizes. O Picnic é um momento único a cada edição, seja por Alanas, por Isabelas, por Pedros, por Uxas, por cada um que passa e junto conosco conta uma história diferente a cada encontro. Obrigada a todos os voluntários e organizadores pela equipe que estamos formando”, elogia.

Mariana, voluntária, pedagoga e mestranda em Educação, relata que os encontros são sempre cheios de sorrisos, histórias e livros. “A prática da leitura é algo que nos muda como pessoa, que nos faz crescer e viajar para as diferentes partes da mente. Mas ler para o outro é uma experiência ainda melhor! A leitura é uma atividade tão rica que há sempre alguém que vai te escutar. Um fala e o outro ouve, numa relação tão íntima e confiante, que é impossível deixar de sentir alguma coisa. É uma busca constante de significação. Obrigada a todos por viver essa experiência!”, finaliza.

Qualquer criança que esteja na Quinta da Boa Vista no horário do Picnic das Palavras pode participar! Para mais informações, acesse a página: facebook.com/picnicdepalavrasbrasil/. Se deseja fazer parte do projeto como voluntário, envie e-mail para: picnicdepalavras@gmail.com.


Foto cedida pelas coordenadoras do projeto.


Deixar comentário

Seu email não será publicado