Múltiplas Linguagens


A Literatura tem múltiplas facetas: o ato de ler, de interpretar, de criar… possibilitando o diálogo com diferentes formas de arte. E é com o objetivo de desenvolver a habilidade de leitura e de interpretar as mais variadas manifestações artísticas que o Ciep 412 Doutor Zerbini, em São Gonçalo, desenvolve o projeto anual Maratona de Leitura, que consiste em incentivar o aluno a levar para casa livros do acervo escolar, lê-los e, ao trazê-los de volta para a escola, fazer uma espécie de rodízio com outros estudantes. Com essa prática, eles são estimulados a ler um número cada vez maior de obras literárias.

O ponto alto do projeto ocorre nas edições anuais da “Mostra Literária”, quando os alunos de todas as turmas se preparam para exibir, em grande estilo, um pouco do que leram, aprenderam, refletiram e criaram. “A literatura é a principal forma de reflexão e aquisição do saber. A Mostra é um grande sucesso na nossa escola. A cada ano, o projeto vem ajudando a aumentar o gosto pela leitura e despertando o senso crítico e participativo dos estudantes. Para cada mostra, os alunos desenvolvem um trabalho em diferentes linguagens: teatro, cinema, música, maquetes etc. Dentro do enredo da obra abordada, desenvolvem subtemas, num trabalho interdisciplinar, sempre contando com a participação dos professores, que atuam como orientadores”, explica a diretora-geral da escola, Maria das Graças Cordeiro da Cruz.

Na última edição, participaram cerca de mil alunos dos ensinos Fundamental e Médio. “Moby Dick”, “As Aventuras de Gulliver”, “O Caçador de Pipas”, “O que Rola na Escola”, “1822” e “O Alienista” foram algumas das obras trabalhadas pelos jovens. Enquanto as turmas do Fundamental montaram uma exposição de produções textuais e de artes manuais, as turmas do Ensino Médio investiram num trabalho voltado para as linguagens teatral e cinematográfica. “Os estudantes participaram de todas as etapas, desde o roteiro e adaptação da obra lida para o cotidiano deles, passando pela interpretação dos personagens envolvidos, até a pós-produção. Eles produziram curtas-metragens com textos da literatura brasileira, especificamente o Modernismo – movimento cultural que estavam estudando em sala de aula –, mesclando poesia e prosa. Inicialmente, os alunos tiveram que trabalhar toda a parte literária para depois desenvolver o enredo da apresentação. É quando eles decidem se vão reproduzir a história trabalhada ou se vão criar um outro conteúdo em cima da obra. Trabalhos como esse estimulam o prazer pela leitura e o pensamento crítico”, afirma a professora de Literatura e Língua Portuguesa, Sheila Santos. Entre as apresentações teatrais, uma das mais aplaudidas pela comunidade escolar foi a adaptação da obra “O alto da Barca do inferno”, de Gil Vicente, que de forma cômica e crítica faz um retrato do julgamento das almas após a morte.

Para a professora de História Luciana Viana, conciliar o conteúdo da disciplina à mostra também foi fácil. Segundo ela, o ponto fundamental para o sucesso de uma mostra é o grau de envolvimento de professores e alunos ao que é proposto. “Um trabalho interdisciplinar requer que os professores envolvidos conheçam a metodologia de cada um para saber de que forma a atividade será encaminhada. A partir daí, iniciamos o processo de envolvimento do estudante. Nós lançamos a semente e o incentivamos a regá-la, para que ela germine”, finaliza.


Por: Tony Carvalho
Ciep 412 Doutor Zerbini
Rodovia Amaral Peixoto, km 11 – Colubandê – São Gonçalo/RJ
CEP: 24744-560
Tel.: (21) 3119-5866
E-mail: zerbini412@gmail.com
Direção-geral: Maria das Graças Cordeiro da Cruz
Fotos: Marcelo Ávila

Deixar comentário

Seu email não será publicado