Estudantes arremessam livros e carteiras contra professora em SP


Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma triste realidade que infelizmente tornou-se cotidiana, mais uma professora agredida em sala de aula. Alunos de uma escola estadual em Carapicuíba, na Grande São Paulo, arremessaram livros e jogaram carteiras na educadora, e ainda vandalizaram a sala de aula e gravaram a cena com um celular.

No vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver que a professora da Escola Estadual Maria de Lourdes Teixeira quase é atingida por um livro. Ela tenta controlar a situação, mas sem sucesso. Os alunos seguem bagunçando as carteiras e gritando. Quando ela deixa a sala de aula, o vandalismo se generaliza.

A Diretoria Regional de Ensino de Carapicuíba afirmou, por meio de nota, “que repudia todo e qualquer ato de violência dentro e fora do ambiente escolar”. Os responsáveis pelos alunos foram chamados, os estudantes suspensos e o Conselho Tutelar foi acionado. “A escola conta com professor mediador que trabalha na resolução de conflitos e incentivo à cultura de paz”, diz a nota.

Os números são preocupantes

Segundo um levantamento feito pela GloboNews, em 2018, a violência contra professores cresceu 73%, em São Paulo, em relação ao ano anterior. No ano passado, foram 434 agressões a professores da rede estadual contra 251 contabilizados em 2017.

Na comparação com 2014, quando foram registrados 234 casos de agressões a professores da rede estadual, as ocorrências contabilizadas em 2018 representam uma alta de 83%. Os dados são registrados desde 2014 pelo Registro de Ocorrência Escolar (ROE).


Por Jéssica Almeida
Fonte:
G1 (g1.globo.com)


Deixar comentário

Seu email não será publicado