A leitura fora da caixa – Sobre a importância da literatura infantil


Todos sabemos a importância da literatura infantil fazer parte de nossas aulas e como esse contato com os livros ajuda na formação de novos leitores, mas apenas saber não é o bastante. Se desejamos que nossos alunos tenham o hábito de ler, a leitura precisa fazer parte de nossas vidas em primeiro lugar. Bartolomeu Campos de Queirós dizia que era preciso ter o “hálito” da leitura, sim, hálito. Algo que vem de dentro de nós e é transmitido quando falamos.

O gosto pela leitura precisa estar entranhado em nós de tal forma que possamos transmitir isso a outras pessoas. Ainda me lembro dos primeiros livros que ganhei, vinham com uma fita cassete contendo as histórias narradas, e até hoje me lembro perfeitamente de cada história contada, cada palavra, que ouvi repetidamente até decorar. Lembro da voz, da entonação das palavras, das pausas e de cada sensação que elas produziam em minha mente. Sei perfeitamente que as marcas deixadas pela leitura e contação de histórias podem ser sentidas por toda a vida, por isso precisamos refletir que marcas desejamos gravar nos corações de nossos alunos. Está em nossas mãos conduzir dezenas de possíveis novos leitores ao mundo encantado da leitura.

Devemos ter cuidado do que e de que forma lemos ou proporcionamos esses momentos em nossa sala de aula. Se encaramos como obrigação, nossos alunos também o farão, mas se mostramos a eles como isso pode ser prazeroso e fazer parte do dia a dia da rotina escolar e das nossas vidas, então as possibilidades serão infinitas.

Devemos permitir que os livros sejam acessíveis aos alunos. Pois se “a boca fala do que o coração está cheio”, que eles possam ler, reler, contar e recontar, até mesmo brincar com as histórias e livros, para que possam encher seus corações, até transbordar, e isso será o que veremos sair de suas bocas, refletindo para sempre em suas ações.


Priscila de Albuquerque Lima é escritora de livros infantis, especialista em Alfabetização e Letramento, graduada em Serviço Social e professora da Rede Municipal de Educação


Deixar comentário

Seu email não será publicado