Você sabe qual é a história da canção “Águas de Março”?


“Águas de Março” é um clássico da música brasileira composto por Tom Jobim em 1972. O lançamento da canção foi feito em um Disco de Bolso, o Tom de Jobim e o Tal de João Bosco, e no ano seguinte no álbum Matita Perê. Em 1974, foi lançada uma versão em dueto com Elis Regina, no LP Elis & Tom. A canção ainda teve uma versão em inglês composta por Tom e, apesar da mudança de idioma, o autor se manteve fiel ao significado da música.

 

Campanhas publicitárias

A obra inspirou muitas campanhas publicitárias, como a da Jeep, que manteve o conceito de Bossa Nova e, ao apresentar uma letra mais falada que cantada, deu um tom radical e moderno à música, remetendo à potência do modelo em questão.

Na década de 80, a Coca-Cola deu um tom de rock à versão de “Águas de Março”. E ainda teve a Ayala Center, nas Filipinas, que utilizou a versão em inglês.

 

Nomeações de Águas de Março

Em 2001, foi nomeada a melhor música brasileira de todos os tempos pelo jornal Folha de São Paulo, em pesquisa realizada com jornalistas, músicos e outros artistas. A revista Rolling Stone, edição brasileira, também realizou uma pesquisa e colocou “Águas de Março” em segundo lugar, atrás de “Construção”, de Chico Buarque.

 

Inspiração para composição da letra e música

Tom Jobim começou a compor a canção, apenas no violão, em março de 1972, em seu sítio em Poço Fundo, no Rio de Janeiro. A inspiração surgiu após um dia cansativo trabalhando em “Matita Perê”.

Certa vez, Tom mencionou em entrevista que compôs a música em um momento de muita tristeza. O artista estava sem esperança, bebia muito, reclamava que ninguém ouvia suas músicas e se dizia deprimido. Na ocasião, ele sofria com problemas de saúde e refletia sobre a finalização de seus projetos, o que entrava em conflito com seu desinteresse por tudo.

 

Águas de Março salvou Tom Jobim da depressão

Num mundo de mudança constante, poucas músicas conseguem permanecer no topo e Águas de Março conseguiu. Transcendeu tempos e gerações graças à qualidade de arranjos, melodia e letra.

Ela trouxe novas possibilidades, mais reconhecimento ao artista como letrista e representou uma vitória pra Tom em um momento de derrota… “são as águas de março fechando o verão, é a promessa de vida no teu coração”.

Confira histórias e curiosidades de outras músicas

Angie

Back In Brasil 

Eu Só Quero Um Amor Que Acabe o Meu Sofrer 

 

Águas de Março

É o pau, é a pedra, é o fim do caminho

É um resto de toco, é um pouco sozinho

É um caco de vidro, é a vida, é o sol

É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol

É peroba no campo, é o nó da madeira

Caingá candeia, é o matita-pereira

É madeira de vento, tombo da ribanceira

É o mistério profundo, é o queira ou não queira

É o vento vetando, é o fim da ladeira

É a viga, é o vão, festa da ciumeira

É a chuva chovendo, é conversa ribeira

Das águas de março, é o fim da canseira

É o pé, é o chão, é a marcha estradeira

Passarinho na mão, pedra de a tiradeira

É uma ave no céu, é uma ave no chão

É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão

É o fundo do poço, é o fim do caminho

No rosto um desgosto, é um pouco sozinho

É um estepe, é um prego, é uma conta, é um conto

É um pingo pingando, é uma conta, é um ponto

É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando

É a luz da manhã, é o tijolo chegando

É a lenha, é o dia, é o fim da picada

É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada

É o projeto da casa, é o corpo na cama

É o carro enguiçado, é a lama, é a lama

É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã

É um resto de mato na luz da manhã

São as águas de março fechando o verão

É a promessa de vida no teu coração

É uma cobra, é um pau, é João, é José

É um espinho na mão, é um corte no pé

São as águas de março fechando o verão

É a promessa de vida no teu coração

É pau, é pedra, é o fim do caminho

É um resto de toco, é um pouco sozinho

É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã

É um belo horizonte, é uma febre terça

São as águas de março fechando o verão

É a promessa de vida no teu coração


Por Patrícia Audi


Deixar comentário

Seu email não será publicado